Capoeiristas e Idafro acionam pastor por crime de ódio contra capoeira

            

 

 

           Na manhã de hoje, 12 de maio, a Kilombarte, associação de capoeiristas liderada pelo Mestre Paulão Kikongo, com apoio de capoeiristas de todo o país, ingressou com representação na DECRADI - Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância do Rio de Janeiro, contra pastor que postou vídeo contendo ofensas à capoeira e às religiões afro-brasileiras.

            A representação criminal, na qual consta o conteúdo do vídeo, pode ser visualizada abaixo.

            Conhecido nacionalmente como Mestre Paulão Kikongo, o Prof. Paulo Henrique Menezes da Silva é jornalista, contabilista, Mestre em Patrimônio, Cultura e Sociedade pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e é considerado um dos maiores especialistas do país em Patrimônio Cultural Afro-brasileiro.

            A Kilombarte está sendo representada pelos advogados do Idafro, Dr. Hédio Silva Jr., Dr. Antônio Basílio Filho, Dr. Jáder Freire de Macedo Jr. e Dr. Anivaldo dos Anjos Filho.

            Na foto: Mestre Paulão Kikongo e a Delegada de Polícia da DECRADI, Dra. Márcia Noeli Barreto.



© IDAFRO - Instituto de Defesa dos Direitos das Religiões Afro-Brasileiras - Todos os direitos reservados 2021